Feliz dia do Escritor!



No dia 25 de julho de 1960, após a realização do primeiro Festival do Escritor Brasileiro, promovido pela União Brasileira de Escritores – tendo João Peregrino Júnior na presidência, e Jorge Amado, como vice-presidente - foi criado o Dia do Escritor. Uma justa homenagem a todos aqueles que receberam o dom de transcrever em palavras, relatos, histórias, fantasias, sentimentos e vivências.

Um escritor pode nos fazer chorar, rir, ter medo. Um escritor pode nos fazer repensar, mudar de idéia. Um escritor nos leva a viver ou partilhar emoções e experiências, conhecendo lugares e costumes, sem que precisemos sair de casa ou do conforto da cabeceira.

Fundamentalmente, um bom escritor nos deixa profundamente tristes quando a história termina.

No Rio Grande do Sul, há uma riqueza de escritores, romancistas e historiadores, como Érico Veríssimo, Luiz Antônio de Assis Brasil, Lya Luft, Moacyr Scliar... E Mário Quintana, Luiz Coronel e tantos outros romancistas, cronistas, poetas, entre anônimos e conhecidos, todos de muitas palavras, com muita sensibilidade na hora de descrevê-las.

Parabéns a todos escritores parceiros do blog!

2 comentários:

RC Mondschein disse...

Ah que legal! Eu não sabia disso! Escritores decididamente fazem parte da nossa vida, como costumam me dizer, um livro é uma história contada por dois. Por quem escreve e por quem lê.


Por favor senhorita

Letícia Giollo disse...

Oi Stephanie !
Passei pra te avisar que tem um selinho pra você lá no blog !
http://louca-por-livros.blogspot.com.br/
Espero que goste :)
Beijos

Postar um comentário


up